Notícias
Dr. Panelli pede bom senso e equilíbrio de todos junto às discussões do novo estatuto
Após mais uma rodada de discussões envolvendo os servidores, representantes da Prefeitura e membros do Legislativo, Dr. Panelli pediu "bom senso e equilíbrio de todos" perante o momento de reivindicações em curso. A Audiência Pública ocorreu na noite de quinta-feira, 11, na Câmara.
"Acompanho a Administração Municipal há 20 anos praticamente. Sabido que todas as vantagens que os servidores conquistaram nesse período, só caíram por determinações da Justiça. Político nenhum derrubou qualquer conquista dos funcionários nesse período. E na Região Metropolitana, a nossa está entre as que mais oferecem benefícios aos servidores ", observou.
Continuando, Panelli acrescentou que é preciso senso de responsabilidade de ambas as partes para que o todo seja beneficiado. "Não podemos imaginar que todas as nossas aspirações, por mais justas que sejam, estariam contempladas no novo estatuto. Não basta sobrecarregar o documento com propostas, ainda que oportunas; é necessário assegurar que o Governo Municipal consiga nos pagar hoje e o Instituto de Previdência (IPREM) sustente as aposentadorias normalmente", alertou.
O Projeto de Lei Complementar 003/2019, demandou duas audiências. E novos debates ocorrerão, vez que várias reivindicações surgidas em meio às secretarias foram protocoladas para análise do prefeito. Em meio aos argumentos, foi aberto um parêntesis quando ganhou corpo uma ampla discussão sobre o assunto “Licença Prêmio”. Contudo, será o Executivo que dará o veredicto final acerca do novo estatuto.
Além do presidente da Casa, participaram do encontro desta quinta-feira os vereadores Nelsinho Fiore (vice-presidente), Birruga, Fabrício Calandrini e Regis do HC (secretários), Alemão da Barroca e Lagoinha. A exemplo dos debates anteriores, o sindicato dos servidores se manteve presente e participativo perante as discussões.